domingo, 19 de maio de 2013

um anjo chora sobre mim







Edson Bueno de Camargo 

um anjo chora sobre mim
sei porque
chove aqui neste lugar
sempre

há um cemitério de coisas
que se dobram
como uma harpa quebrada
plissados cinzas no cimento

cansei de esperar a morte
ela nunca vem quando esperamos
vou caminhar
pelas alamedas de meu medo
beber o vinho do tempo de guerra



(anjo anônimo - Cemitério da Vila vitória)


Um comentário:

José María Souza Costa disse...

CONVITE
Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
www.josemariacosta.com